quarta-feira, 4 de abril de 2012

As balas carameladas

Quando a boca toca a camada lisa e brilhante da bala dourada, leva um certo tempo até que os dentes encontrem o ângulo correto para a mordida. O que vem a seguir é luz.
O doce coco se esparrama e baila pelo salão da boca feito Cinderela com seu príncipe encantado.
Estas belezinhas antigas e tão brasileiras parecem gotas de ouro que caíram do Olimpo.Lágrimas de Afrodite? Suor de Apolo? Fagulha do trono de Zeus? Divinas gotas , decerto!
Ana Clara clareou minha semana por se lembrar de mim nos seus momentos de diversão com sua família.
Ana Clara clareou minhas sensações e meu coração com gotículas doces e preciosas.E ela nem sabia o quanto eu amo essas balas!

Um comentário:

  1. Como escreve bem!!! Eu também gosto dessas balas, abraços!

    ResponderExcluir